Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Aeroportuários’

Ao contrário das últimas greves acontecidas no Brasil, a greve dos aeroportuários durou menos de vinte e quatro horas. Os funcionários da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária  (Infraero) decidiram interromper a paralisação, iniciada à 0h, no começo da tarde da mesma quarta-feira, 30.

Os aeroportos de São Paulo, como Cumbica, Congonhas e Campo de Marte, além de Viracopos, em Campinas, Galeão, no Rio de Janeiro, e Confins, em Minas Gerais, por exemplo, já operavam normalmente na tarde de ontem.

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), a contraproposta feita pela Infraero foi suficiente para satisfazer os manifestantes, que se reuniram em várias assembléias espalhadas pelo País.

A Infraero ofereceu reajuste salarial de 5,5%, vale-refeição de R$ 24,00 e pagamento de participação nos lucros. A maior reivindicação dos manifestantes, a  implantação de um Plano de Cargos e Salários, também foi incluída no pacote.

Os aeroportuários queriam reajuste de 6%, além de aumento de 5,2%, correspondente ao crescimento do setor aéreo no País, e revisão do valor do tíquete alimentação, de R$ 22,00 para R$ 25,00. 

Segundo os reponsáveis pelo tráfego aéreo, a greve não causou grandes transtornos nos aeroportos brasileiros.

Já era de se imaginar que duraria pouco. Quando uma greve começa, ela surge de um dia para o outro, não demora quase uma semana. Foi tempo suficiente para a Infraero se organizar e fazer uma contraproposta boa para os dois lados. Pelo menos assim a população e os usuários de aeroportos esperam.

Saiba mais:

Aeroportuários encerram greve

Para aeroportuários, greve é ‘dada como encerrada’

(Lielson Tiozzo)

Anúncios

Read Full Post »

A moda aqui no Blog das Cidades agora é de falar de aeroporto. Mas temos motivo. Isso porque os aeroportuários decidiram em assembléia realizada nessa quinta-feira, 24, em Brasília, entrar em greve a partir da próxima quarta-feira, 30. Apenas um número suficiente de funcionários irá trabalhar para garantir o funcionamento e a segurança dos aeroportos.

Nem todos os aeroportos aderiram à greve. No entanto, os mais movimentados como Galeão (RJ), Guarulhos (SP), Campinas (SP) e Congonhas (SP), entre outros, estão incluídos na lista dos que vão participar da manifestação.

Por meio do presidente do Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), Francisco Lemos, os aeroportuários reivindicam a troca de toda diretoria da Empresa Brasileira de infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), além de cobrar um aumento salarial e reajuste do vale-alimentação e bônus de Natal.

O sindicato também quer que os diretores da Infraero que têm contratos especiais sejam substituídos por servidores de carreira da estatal.

A contraproposta feita pela Infraero foi rejeitada pelos aeroportuários. Eles alegam que não há garantias de que a empresa irá cumprir com as promessas.

É interessante este Brasil. A democracia dá direito aos trabalhadores, mas agora tudo vai entrando em greve e a população fica à mercê, de braços cruzados e só assistindo.

É professor que entra em greve e prejudica o trânsito e a paz de quem mora no Centro de São Paulo, é o Correio que pára de funcionar e muita gente ficou com as contas atrasadas. E agora imagime como vai ficar o caos aéreo que parecia ter dado uma trégua.

Saiba mais:

Aeroportuários decidem entrar em greve a partir de quarta

Funcionários da Infraero decidem entrar em greve a partir da próxima quarta-feira

(Lielson Tiozzo)

Read Full Post »