Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘São Paulo’

Este post pode servir para os paulistanos que estão indecisos quanto ao segundo turno das eleições de São Paulo. Eu mesmo estava na dúvida entre dois candidatos no primeiro turno e decidi apenas no sábado, 4. Ouço muita gente: “está difícil escolher”.  Está mesmo!

Pesquisei pela internet um levantamento, com um pouquinho de humor e com base na opinião de muitos eleitores, sobre os “podres” dos dois candidatos concorrentes do segundo turno: Marta e Kassab.

O que está entre parênteses é a minha opinião.

Leiam e reflitam!

Marta

Apelidos: Martaxa e Marta Suplício.

  1. Conseguiu endividar a cidade mais do que Maluf e Pitta, ao deixar um déficit de bilhões de reais para a gestão sucessora. (O rombo foi realmente grande, mas não chegou a gestão sucessora, segundo a própria Marta. Mas saiu em muitos veículos que a dívida superou os 2 bilhões )
  2. Construiu piscinões para os pobres. O custo desses CEUs é dez vezes maior do que escolas comuns. (Os CEUs são bons e precisam ser melhorados)
  3. Aumentou o limite de altura e largura de outdoors e banners na cidade, vendendo os espaços mais caros para empresas de publicidade. (Palhaçada!)
  4. Viajou para a Europa, para Paris, enquanto São Paulo passava por diversas crises. (Coitado de quem havia acreditado nela…)
  5. Fez obras em estradas e avenidas em épocas de maior trânsito, gerando o maior congestionamento registrado na cidade. (Nunca vi prefeita tão incompetente para fazer obras, como a do Túnel Rebouças, que vire e mexe tem um problema)  
  6. Demitiu 800 pessoas concursadas da prefeitura e contratou 8.000 petistas sem concurso algum. As pessoas lesadas se uniram para mover um processo contra a prefeitura.  (É o mal do partido…o corporativismo)
  7. O que Maluf detonou, Marta continuou. As enchentes ainda são uma “diversão” para o povo. (Parece que nunca irão solucionar este problema)
  8. Contratou ONGs e empresas de parentes para trabalhar para a prefeitura. O preço foi “quanto quiseram”. (Outra palhaçada!
  9. Autorizou a criação de taxas e mais taxas, até sobre o lixo (Teve eleitor petista que aplaudia e elogiava as taxas da Marta. Nesta campanha, ela disse que “errou” ao criar as taxas. Quebrou a perna de muita gente)
  10. Quando Ministra do Turismo (aliás, parece que tem eleitor que se esquece disso) mandou a classe média “relaxar e gozar” sobre o caos aéreo. (Ah…aguarde, senhora. A vida das pessoas, seja ela rica, remediada ou pobre tem o mesmo valor)

Gilberto Kassab

Apelidos: “Kassabosta” e  “Kassabicha”

  1. O dia em que Kassab deixar a prefeitura será feriado, pois será um verdadeiro milagre contemporâneo e as pessoas irão aos milhares rezar por esta bênção. (Esse cara não larga nunca o osso da prefeitura, já passou por muitos cargos)
  2. Kassab implementou a Lei Cidade Limpa (muito boa, por sinal). Realizou a proeza junto com sua excelente equipe de reorganizar as linhas de ônibus, fazendo com que trajetos de 20 minutos fossem dobrados. (O Transporte Público de São Paulo deve muito para a população)
  3. Kassab disse que iria investir no metrô criando uma linha para os estudantes que estudam na PUC e Mackenzie. Esses universitários andam míseras quadras para pegar o metrô, enquanto que o resto da cidade se espreme nos ônibus. (Sou mackenzista e o metrô da linha amarela será praticamente dentro da faculdade)
  4. Foi prefeito eleito por W.O (Chegou ao poder graças a saída do José Serra)
  5. Divulga e implementa cinismo nas escolas, desde o prézinho até o pós-doutorado, porque cinismo é simples e faz bem para ele. (O cinismo faz parte de qualquer político)
  6. Proibiu vendedor de rua de trabalhar. Afinal eles só têm um carro velho e são pobres. O DEM não gosta de pobre. (O DEM, antigo PFL, tem fama de elitista mesmo)
  7. Chamou um manifestante de “vagabundo”. (Até aí, Marta também falou besteira, como o “relaxa e goza”, foi racista com uma atleta olímpica, enfim…Erraram os dois)
  8. Tirou a recarga do bilhete-único das catracas. (Essa questão é polêmica. Se há filas nas bilheterias normais, imaginem se der ‘zica’ no sistema e formar filas dentro dos ônibus. Mas, por outro lado, se o sistema funcionar, seria muito cômodo para a população)
  9. Ele também não está muito bem informado das coisas, pois nunca foi visto em lugar nenhum, a não ser agora na época de eleição, e ninguém sabe quem ele é . Pois, ele é igual ao Lula e numkassabdinada. (Lula também não sabia nada sobre o mensalão, companheiros. Dois pinóquios)
  10. Apoiou Maluf, foi contra Serra. Agora é a favor de Serra e contra Maluf. (Êta rolo...)

E mais: os dois constam na “lista suja” da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Abaixo está o trecho da lista em que aparece o nome dos dois concorrentes.

Marta Suplicy
Candidato a prefeita – PT

Processos
AÇÃO PENAL 050.05.029363-0/00 – FÓRUM CENTRAL DA BARRA FUNDA (SP) – 10ª VARA CRIMINAL/ AÇÃO PENAL 455 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – CRIMES DA LEI DE LICITAÇÕES

Gilberto Kassab
Candidato a prefeito – DEM

Processos
AÇÃO CIVIL PÚBLICA (IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA) Nº 583.53.1997.423352-7 – 10ª VARA DE FAZENDA PÚBLICA DE SÃO PAULO / APELAÇÃO COM REVISÃO Nº 102.626-5/9-00 – TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO.

OBS: AÇÃO JULGADA PROCEDENTE EM 1º GRAU. OS RÉUS INGRESSARAM COM RECURSO NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO, QUE REFORMOU A DECISÃO, ABSOLVENDO-OS. O MINISTÉRIO PÚBLICO RECORREU E AGUARDA POSICIONAMENTO DO TJ-SP SOBRE A ADMISSIBILIDADE DO RECURSO EXTRAORDINÁRIO.

É isso aí. Espero que essas comparações tenham sido úteis para quem estava na dúvida.

OBS: Não tenho nenhuma relação  e amizade com os candidatos que não foram para o segundo turno. Se os concorrentes fossem outros, meu dever de futuro jornalista seria também de analisar os dois lados.

(Lielson Tiozzo)

Read Full Post »

O Dia Mundial Sem Carro foi criado em Paris, capital da França, no dia 22 de setembro de 1997. No Brasil, a data é comemorada desde 2001. À época, 11 cidades do País aderiram ao evento: Porto Alegre, Caxias do Sul e Pelotas (RS); Piracicaba (SP); Vitória (ES); Belém (PA); Cuiabá (MT), Goiânia (GO);Belo Horizonte (MG); Joinville (SC); São Luís (MA).

A data surgiu da preocupação de países europeus com o comprometimento da qualidade de vida e os problemas ambientais gerados pelo crescimento da utilização de automóveis.  Algo muito comum não só países ricos, como também nos considerados emergentes, caso do Brasil.

Contudo, neste ano, o Dia Mundial Sem Carro não teve grande adesão em São Paulo,onde a iniciativa é realizada desde 2005, sob a coordenação da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente.

Segundo os registros da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o congestionamento na manhã desta segunda-feira, 22, teve números pouco inferiores do que um dia “normal”.

Às 8h, a cidade acumulava 79 km de lentidão. No mesmo horário e na segunda-feira da semana passada, o trânsito era de 100 km. 

As linhas de metrô, de trêm e de ônibus, as principais alternativas para os paulistanos, permaneceram cheias, como de costume.

Em pesquisa realizada pelo Ibope, os entrevistados contaram que só deixariam de usar seus carros se houvesse uma “boa alternativa de transporte público”.

Políticos

Os candidatos à prefeitura da capital aproveitaram o dia para participar do encontro de discussão sobre o trânsito e o transporte promovido pelo Movimento Nossa São Paulo, no centro.

Marta Suplicy (PT), Geraldo Alckim (PSDB) e Gilberto Kassab (DEM), os três que lideram as pesquisas de intenção de voto, foram ao encontro de ônibus. 

À jornalistas, os três candidatos prometeram investir no transporte público. Mais corredores e melhoras no sistema do bilhete-único foram as principais promessas. 

Saiba mais:

Candidatos de SP aderem ao Dia Mundial Sem Carro

SP tem trânsito abaixo da média no Dia Mundial Sem Carro

(Lielson Tiozzo)

Read Full Post »

A Polícia Civil de São Paulo iniciou na última terça-feira,16, uma paralisação para reivindicar aumento salarial de 15% para este ano e de 12% para 2009 e 2010.

De acordo com o Comando de Greve da Polícia, 80% dos distritos da Grande São Paulo aderiram à greve. No interior a adesão chega a 100%. Mas segundo o governo do Estado, na capital paulistana apenas 30% dos distritos estão paralisados. E no interior menos de 40%. (Dados da Secretaria de Segurança Pública)

A partir de segunda-feira,22, as lideranças do movimento dizem que irão seguir o governador José Serra para pressioná-lo a fazer um acordo. Já que para a Associação dos Delegados de Polícia do estado de São Paulo (Adpesp), até agora o governo não fez nenhum esforço para tentar chegar a um acordo com o movimento.

Punição aos grevistas

Na última sexta-feira, 19, o Secretário de Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, disse que os policiais que aderirem à greve serão punidos com descontos nos salários.

Ele também determinou que a Polícia Militar deveria fazer os Boletins de Ocorrência e encaminhar à Promotoria Pública, em caso de dificuldades de registrar as ocorrências nos distritos da Polícia Civil.

Na sexta-feira foram feitos 139 boletins, ontem(sábado) foram realizados 23 ocorrências no estado todo, pela PM.

Em agosto

No dia 13 de agosto, a polícia entrou em estado de greve, permanecendo por sete horas paralisada. Além dos aumentos salarias, também reivindicam a eleição direta para delegado-geral.

Saiba mais sobre a paralisação do dia 13, aqui.

Mais sobre a greve:

Greve da Polícia Civil de SP chega ao 6º dia com 80% de adesão, segundo movimento

Com greve, PM registra 23 boletins de ocorrência em São Paulo

(Paola Peres)

Read Full Post »

Atenção motoristas que trafegam pelas rodovias Ayton Senna, Dutra, Fernão Dias e ainda em alguns trechos da Marginal do Rio Tietê, pois o grupo conhecido como gangue das pedras voltou a atacar quem passa por estes locais.

Os bandidos são conhecidos por colocarem pedras, paralelepípedos nas pistas, para que furem o pneu dos veículos. Assim, ao parar para trocar, o motorista é abordado e sofre o roubo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, de janeiro a setembro deste ano já foram registrados 21 casos, sendo que todos estão sendo investigados pela polícia. Mas segundo o delegado Sérgio Luiz da Silva Alves, os assaltos não são feitos pela mesma quadrilha, já que em cada roubo são diferentes os números de ladrões. Em uma ação o número de homens pode ser de três, quatro, cinco ou até mais.

Apesar de suspeitar de gangues diferentes, a polícia civil afirma que o método utilizado é sempre o mesmo, através de pedras nas pistas. Durante operações para tentar conter e prender os bandidos, a polícia já conseguiu prender um homem procurado pela justiça, além de pessoas que faziam arrastões em engavetamentos na Rodovia Ayrton Senna.

Atenção aos locais de ação dos criminosos

Na Marginal Tietê os roubos ocorrem depois do término da Ayrton Senna, entre o Viaduto Milton Tavares de Souza e a Favela Bela Vista. Na Fernão Dias, as ações acontecem no início da rodovia, no sentido Belo Horizonte. Já na Dutra, as quadrilhas atuam na chegada a São Paulo, próximo da Marginal.

Você que é motorista, fique atento. Se estiver em algum destes locais e o pneu furar, tente continuar andando o máximo que puder. Evite parar logo que acontecer o problema, chame ajuda. Se for abordado, tente não reagir e não esqueça de procurar a polícia.

Fonte: Estadão

Gangues voltam a atacar carros nos acessos a SP

(Paola Peres)

Read Full Post »

Domingo, 14 de setembro, aproximadamente 12h45. Dia de céu nublado em São Paulo. Saio do curso preparatório para mesários das eleições para prefeito e vereadores de 2008, na Avenida Liberdade. Antes de por os pés na via, uma rápida ligação para a minha querida Paola.

Resolvo ligar meu MP3 e coloco os fones no ouvido. Poucas passadas adiante, já na avenida pouco movimentada, um sujeito careca, branco, de mais ou menos 1,85 m, me aborda.

– “Você pode me informar onde é um endereço?”

– “Sim”. Respondo de maneira educada e atenciosa, já me aproximando.

Neste instante, ele enfia a mão dentro de uma mala com alças curtas e como se estivesse segurando uma arma, discursa: – “você tem que me dar seu dinheiro, eu preciso pegar um ônibus. E vamos andando, porque eu não tenho nada a perder. Se for preciso eu te mato”.

Começo a andar para o sentido da Praça da Sé. Um pouco trêmulo e muito assustado, coloco a mão no bolso direito da calça para pegar a carteira.  E o sujeito continua seu discurso ladino:

– “Acabo de sair da cadeia e não tenho nada a perder. Sou portador do vírus da Aids. Se você for fazer algo que vá me prejudicar, eu te mato. Assim pelo menos eu sairei no jornal”.

Entrego a ele algumas moedas. Não sei ao certo, mas acho que uns R$ 4 ou R$ 5. Pensei: “poxa, não sei se ele tem uma arma de verdade, mas não vou dar a minha carteira assim tão fácil”.

-“Vamos entrar naquela rua. É por ali que você vai embora. Ali não tem como você me ‘prejudicar’ “. Prossegue o sujeito, mostrando com os olhos a rua que eu devia entrar.    

Quando viro na rua escolhida por ele, acabo pisando fora da calçada. O sujeito se revolta e pede para eu andar bem próximo dele.

Reparo que é uma via bem tranqüila. Todos os pontos de comércio estavam fechados e não havia ninguém para me socorrer. Era um local perfeito para o assalto. Nisso, ele fala o real objetivo de sua abordagem:

– “Deixa eu ver seu celular! O que você está ouvindo aí?”

Quando mostro meu celular, um aparelho da Nokia, dos mais baratos e simples, vejo a cara de reprovação do sujeito.

-“É da TIM?”

-“Não. É da Vivo”. Respondo para a tristeza do sujeito.

 Ele quis ver meu “MP3”, mas quando viu que nem era um MP3 de verdade, mas sim gravador com aparência bizarra, desiste.

-Vai embora e nem olha para trás.

Final das contas: Isso é um assalto ou um meio-assalto? Afinal, o objetivo do sujeito era roubar meus aparelhos. Mas quando viu que eles eram de pouco valor, resolveu até me “esnobar”.

Também fica um alerta para todos os paulistanos. Não há hora, nem local para ser assaltado. Basta você, por algum motivo, chamar a atenção, que já correrá risco.

Nenhum prefeito que eu vou de duas formas ajudar a eleger, porque vou trabalhar na eleição e também vou votar, vai nos dar mais segurança. Tenho certeza disso!

Pena que poucos têm a sorte que eu tive…

(Lielson Tiozzo)

Read Full Post »

Conversei nesta terça-feira, 2, com a presidente da Sociedade dos Amigos, Moradores e Empreendedores do Bairo Cerqueira César (SAMORCC), Célia Marcondes, aquela mesmo que é contra o projeto de transformar a Rua Frei Caneca na primeira oficialmente gay de São Paulo.

Quem mora no centro da Capital, mais precisamente entre a região da Sé e da Avenida Paulista, poderá ter novidades em breve.

Célia contou que a SAMORCC tem um projeto já encaminhado à prefeitura para o plantio de árvores na Rua Frei Caneca. A idéia é transformar a via numa Alameda, já que é histórica e majoritariamente residencial.

“Há seis meses pedi para os moradores limparem as calçadas. Precisamos ter uma convivência melhor e cuidar mais daquela rua, que está um pouco largada”, comentou.

Quanto à especulação de transformar a Frei Caneca numa rua “gay”, Célia dá de ombros: “Estou muito tranqüila. Creio que os vereadores não vão aceitar esta idéia.  Que fique claro que isso não é um projeto. É preciso ter bom senso. Transformar a Frei Caneca numa rua gay é contra a nossa Constituição”.

Para o Parque Augusta, localizado entre as ruas Caio Prado, Marquês de Paranaguá e Augusta, a SAMORCC já impediu que ele se transformasse em um grande supermercado, há cerca de dois anos.

Agora, há um projeto para que o local se transforme num parque, não apenas no nome, mas com as devidas instalações.

“O Parque Augusta  é um patrimônio tombado. Não podemos deixá-lo à mercê da vontade dos empresários. A construção de um supermercado iria atrapalhar a vida de quem vive por perto, além de acabar com o espaço que, no futuro, pode se tornar uma área de lazer”, disse Célia.

No Parque Augusta funciona um estacionamento. Mas, segundo Célia, “o dono já sabe que tem as horas contadas para permanecer no local”.

(Lielson Tiozzo)

Read Full Post »

Faixada do Cultura Artistica

Entrada do Teatro Cultura Artística (Fotos: Lielson Tiozzo)

Um incêndio atingiu boa parte do prédio do teatro Cultura Artística, localizado no centro de São Paulo, por volta das 5h da manhã deste domingo, 17. A casa de espetáculos fica na rua Nestor Pestana, altura do número 200, e recebe peças, orquestras, entre outros.

O fogo deixou a principal sala, Esther Mesquita, com capacidade para 1156 pessoas, completamente destruída; além de atingir também os camarins, a aparelhagem técnica, o palco, os cenários, a platéia.

Segundo o corpo de bombeiros, ainda não é possível determinar a causa do incêndio. Mas ele pode ter acontecido por uma explosão que ocorreu em um prédio vizinho. Não há registros de feridos.

Por causa do incidente, os eventos do teatro estão sendo remarcados ou cancelados.

Esta é a nota oficial do Cultura Artística:

Comunicado

 

Na madrugada de domingo, o Teatro Cultura Artística se incendiou, para grande consternação da Sociedade de Cultura Artística e amantes das artes.

Apesar do infortúnio, os concertos desta segunda-feira (18 ) e terça-feira (19), com a Orquestra Filarmônica de Liège serão mantidos, transferidos para outros locais. Possuidores de ingressos para o dia 18 de agosto assistirão ao concerto no Teatro Municipal de São Paulo. E os possuidores de ingressos para o dia 19 de agosto, assistirão ao concerto na Sala São Paulo.

Os artistas, programas e horários serão mantidos.

As sessões dos outros espetáculos que estão em temporada no Teatro, “O Bem Amado” e “Toc-Toc”, estão temporariamente interrompidas. Os espetáculos serão transferidos para outros teatros a serem definidos e divulgados nos próximos dias. Os ingressos já adquiridos serão ressarcidos.

Para mais informações, a Sociedade de Cultura Artística está atendendo ao PÚBLICO no telefone (11) 3256-0223 e 3258-3344.

Agradecemos ao suporte incondicional oferecido pelas entidades culturais paulistanas.

SOCIEDADE DE CULTURA ARTÍSTICA

***

Patrimônio Histórico

Apesar da força das chamas, o painel de 48 metros de largura por 8 metros de altura assinado por Di Cavalcanti, que fica na fachada, não foi atingido.

Fachada com Obra de Di Cavalcanti não é atingida pelo fogo

Fachada com obra de Di Cavalcanti não é atingida pelo fogo

O teatro Cultura Artística foi inaugurado em março de 1950 com a apresentação do maestro Heitor Villa-Lobos e Camargo Guarnieri. Por lá já passaram grandes nomes do teatro brasileiro, como Paulo Autran, Bibi Ferreira, Tonia Carrero, Sérgio Cardoso, entre muitos outros.

O local possui duas salas, a Esther Mesquita e a Rubens Sverne, com 1.156 e 339 lugares, respectivamente. A sala menor não foi atingida pelo fogo, mas sofreu danos por causa da  água utilizada para conter as chamas.

Veja mais:

Incêndio destrói Cultura Artísitica; diretora do teatro fala em luto

Incêndio no Cultura Artísitca cancela apresentações de teatro e concertos

Polícia investiga incêndio no Cultura Artística; fachada do prédio é salva

Vc repórter: incêndio atinge teatro Cultura Artística em São Paulo

(Paola Peres)

 

Read Full Post »

Older Posts »